A promoção de recursos e de competências dos professores para a idealização, conceção e dinamização de atividades experimentais no ensino da Biologia foi o ponto de partida para o desenvolvimento do programa da ação Biodiversidade entre Marés, acreditada pela Ordem dos Biólogos para os grupos disciplinares 230, 420, 520 e 560 com 1,4 créditos e com a duração de 35horas.

 

 

 

O conhecimento científico nas diversas vertentes da área da Biologia Marinha tem vindo aumentar, surgindo a necessidade de uma constante atualização dos indivíduos ligados à área das ciências. No sentido de colmatarem a falta de atualização e de planificarem com rigor científico as aulas a ação abordou conteúdos de ecologia marinha, oceanografia biológica e caracterização dos principais filos observados nas praias rochosas, proporcionando algumas ferramentas para um ensino de extrema qualidade e excelência.

Entre o dia 5 e o dia 12 de julho, vinte e quatro professores do distrito de Lisboa e também de Viseu, frequentaram a ação de formação constituída por cinco módulos, dois dos quais com saída de campo e prática laboratorial. Sob a coordenação da Escola Secundária Stuart Carvalhais (ESSC) do Agrupamento de Escolas de Massamá e apoio do Centro de Oceanografia-FCUL (CO-FCUL), contou com as formadoras: Dr.ª Clarisse Ferreira, da ESSC e Dr.ª Érica Sá do CO-FCUL.

Os formandos, professores de Biologia/Geologia e Ciências Naturais, do secundário e ensino básico respetivamente, idealizaram e construíram materiais científico pedagógicos que integrarão as planificações de atividades em laboratório, em sala de aula e em saída de campo, do próximo ano letivo, como por exemplo: jogos, pósteres de campo, livros de campo, protocolos experimentais e PowerPoints. De salientar o empenho, o entusiasmo na realização dos trabalhos que apresentaram elevada qualidade científico pedagógica.

 

 

Saturday the 21st.